Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Carreata da Mamografia em Peruíbe, Participe!
24/03/2018 23:01 em Peruibe

Finalmente Peruíbe terá carreta da Mamografia.

“A carreta é parte de um importante trabalho de prevenção ao Câncer de Mama, desde 2016 lutamos pela vinda da Carreta para atender as mulheres de Peruíbe”

Finalmente as mulheres de Peruíbe poderão ser atendidas pela Carreta do programa Mulheres de Peito entre os dias 27 de março e 12 de abril.
“Esta luta é antiga, desde 2016 estamos lutando pela visita da Carreta. Agora elas poderão realizar sem burocracia e de forma rápida o exame de mamografia. O benefício é garantido pelo “Mulheres de Peito”, programa pioneiro do Governo do Estado de São Paulo que visa a detecção precoce do câncer de mama”. Comenta  Socorro Mendonça, presidente do Instituto Amigas do Peito.

A carreta foi solicitada por intermédio do deputado estadual André do Prado. “A presidente do Instituto Amigas do Peito, Socorro Mendonça, foi quem pediu a minha intermediação durante visita que fiz à sede da ONG, acompanhado do ex-vice-prefeito Nélson do Posto. Conseguimos incluir a cidade no roteiro”. Comenta o deputado estadual André do Prado lembrando do pedido na ocasião da visita ao Instituto.

“O câncer é uma doença curável, desde que diagnosticada precocemente e tratada corretamente. A carreta é parte de um importante trabalho de prevenção. E no mesmo local da mamografia, se houver necessidade, depois do laudo já é feito a ultrassonografia. E se houver necessidade, já é feita punção para a biópsia, e no caso de uma confirmação da necessidade de tratamento, a paciente já é encaminhada ao tratamento” esclarece a presidente do Instituto.
“Agradeço ao prefeito Luiz Maurício, ao Secretário de Saúde, veterinário Dr. Abude e ao apoio do Sr. Anselmo.” Encerra Socorro Mendonça.
• Carreta negada - Em abril de 2016 o jornal aVOZ publicou em matéria de capa o descaso com as mulheres da Cidade uma vez que Peruíbe foi contemplada com a visita da carreta da mamografia liberada pelo Secretário David Uip, mas, a carreta foi negada pela então secretária de saúde, Sra. Michelle Luis Santos, a informação “de que a cidade não havia demanda reprimida”.

Fonte: A VOZ DO LITORAL 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!